Escrever


Saber escrever é mais
do que seguir regras frias.
Escrever é saber brincar com as palavras
de um jeito que cative e emocione
qualquer coração.

Mariana Borges

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Seja Grato

Seja grato pela vida,
pelas coisas que ganhou
e até pelas que perdeu.

Seja grato pelas pessoas que amou
e que conheceu.

Seja grato por tudo o que conquistou
e por tudo o que deixou partir.
Seja grato pela esperança existir.

Quanto mais se vive,
mais coisas se perde,
mais escolhas nos definem,
mais experiências nos engradece.

Quanto mais se vive, mais escolhas precisam ser feitas
e a cada escolha, várias outras coisas ficam para trás.
Viver é escolher, é duvidar, é poder parar para pensar.
É normal, mas é tão difícil...

A vida é um emaranhado de coisas e pessoas
tentando se encontrar.
É um caminho sem volta que não podemos hesitar.

A vida é como ela deve ser...
Às vezes é brisa; às vezes furacão.
Às vezes alegria; às vezes confusão.
Mas que nunca esqueçamos o poder da gratidão.


Mariana Borges

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Engrenagens da vida


Ame o barulho, mas venere o silêncio.
Desfrute das coisas boas da vida sem medo.

Ame batata frita, pizza e chocolate.
Não exagere! Mas coma com vontade.

Seja bom, mas não seja bobo...
Seja do tipo: bateu; levou.
Se algo te incomoda, reclame mesmo.

Chore quando tiver vontade.
Arrume tempo para admirar o nascer e o pôr do sol.
Durma com o barulho da chuva, você constatará como é relaxante...
Ouça as ondas do mar com atenção é revigorante!

Prefira o frio, mas se der praia se anime!
Ame o calor, mas se fizer frio que seja bem-vindo.
Ouça rock, samba, funk, pagode, axé etc.
Sem preconceito.

Fotografe a vida para guardá-la de lembrança e poder matar a saudade,
quando sua memória já não for mais tão boa...

Curta cada segundo e ame, ame de verdade!
Sorria sem motivo.
Arrume tempo para os amigos e principalmente para os seus pais.

Seja doce sempre que puder, e rígido sempre que precisar.
Aprecie as cores e os sabores e acredite que a esperança é a engrenagem da vida.


Mariana Borges